quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

MACAU AND THE SHADOWS OF THE THIRD REICH

“Far-Right and Nazi-Sympathizers Among the Portuguese Community of Macau: Leading Roles, ‘Contract Killers’, International Connections & Financing, Media Strategy and China's Related Political Targets.”

To be published today, on my Facebook page ("Paulo Reis") and on this blog ("O Ovo da Serpente"), in Portuguese, English and French.)

------------------------

Contacts
Email: pjcv.reis@gmail.com
Twitter: pjreis
Facebook: Paulo Reis
Skype: pjcvreis
Blog: O Ovo da Serpente

Freelance Journalist (Press Card nº 734)

Professional References
Index on Censorship (Committee to Protect Journalists)
Volume 24, 1995 - Issue 3: Rewriting History

By Clara Gomes

8 comentários:

  1. Quando é que essa bosta sai? Vai ser a "review" do século jejeje. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, ó Picolhinho Larilas Cobardola que me bloqueaste porque tens tanto medo, tanto medo de leres o que escrevo:

      Antes DAQUELE artigo, VAI SAIR UM OUTRO (por volta das 11h30) onde se explica COMO FUNCIONA A EXTREMA-DIREITA em Macau, quem a instalou, quando e porque razão escolheram Macau.

      Neste artigo, tu tens papel de destaque, Picolhinho! Tu, o teu "badochas" mais querido, o Vitório Rosário Cardoso (o homem que diz o mesmo que tu escreveste, que o Aristides de Sousa Mendes recebeu dinheiro dos judeus a quem foneceu vistos) o Mestre dele (o único homem de tomates que eu respeito, no meio de vocês todos e que é o Jorge Rangel, um HOMEM A SÉRIO, QUE ANDOU NA GUERRA E É COMANDO HONORÁRIO!!!!!) o José Manuel Correia, o António Conceição, o Rui Leão e mais uns quantos....

      Nãao durmas bem, Larilas

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Ai "foneceu"? Não "fonecesse". Ó Paulo Reis, acorde, homem! Se isto é um devaneio seu ou uma "brincadeira", fique sabendo que da parte que me toca, já não me convence disso. Tenha pelo menos a noção do ridículo.

    PS: bloqueei-o porque você é uma melga, porra! Eu entendo os comentários à primeira, precisa de mandar cada um deles 10 vezes? Apre!

    ResponderEliminar
  4. Parece que o Lá Lá Cardo está em pânico, perdido como a criança adulta que é e atacado por todos os lados, dispara ao calhas na estrumeira oriental dele, mas é patente o desespero da triste criatura.

    Um abraço para o Paulo Reis ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahah Está toda nervosinha, a rameira sifilítica da Conservatória do Registo Predial de Macau! E tão desesperada, a grande putéfia cheia de germes, que até foi buscar um suposto erro do Paulo Reis, como se o seu lamentável "terei-o" (LOL!), um erro ortográfico e gramatical grosseiro, pudesse ser comparado a uma simples omissão dactilográfica! Mas que palhaço sem vergonha, que pigmeu intelectual armado em gente, este porco seboso e malcheiroso do Lá Lá Cardo!!!

      Nós já o sabíamos, caro Mestre Nobre, foi por isso que nunca respondemos a este perfeito anormal nos nossos blogues. Mas agora toda a gente pode ver que o Lá Lá Cardo é muito, mas mesmo muito fraquinho. Como pessoa, como ser humano, como blogueiro, como escritor e, pelo visto, até como pai e marido, um autêntico degenerado sem moral e sem valores! Um eterno frustrado que nunca deu nem dará nada ao mundo e cuja única alegria nesta vida é insultar outras pessoas num blogue que é lido apenas por meia-dúzia de perdedores como ele!

      Enfim, não passa de um grande monte de merda empilhado em forma de gente, este Lá Lá Cardo (sem querer insultar os cardos, que ao menos esses não se metem com ninguém).

      Viva o Paulo Reis, que mostrou a todos nós que o Lá Lá Cardo não passa de um covarde!!!

      Eliminar
    2. «Como pessoa, como ser humano, como blogueiro, como escritor e, pelo visto, até como pai e marido, um autêntico degenerado sem moral e sem valores!»

      Segundo consta, ele mantém um clima de terror na própria casa, onde abusa da esposa (violência doméstica...) e o filho já vai pelo mesmo caminho de má criação do pai. Os serviços sociais de Macau deviam de investigar essa família, pois parece haver indícios de que a criança precisa de ser retirada à família ou pelo menos acompanhada de mais perto por quem de direito.

      Eliminar