segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Tiveram o Que Mereciam?


Já deparei com alguns comentários de compatriotas portugueses residentes em Macau, aqui no Facebook, sobre o conflito entre Pequim e os dois jovens activistas do Youngspiration, Sixtus Baggio Chung-hang e Yau Wai-ching. Fiquei surpreendido por encontrar manifestações de júbilo pró-Pequim, misturadas com palavras amargas e agressivas, dirigida aos dois jovens, por exemplo.
Também fiquei admirado por ler frases carregadas de ironia, fazendo comparações entre Macau e Hong Kong, lembrando que nós somos o bom aluno e que assim é que deve ser, para evitar que a cólera de Pequim se abata sobre nós. Quanto a isto, aposto que o Eric Saudeté não assina por baixo. Encontrei, entre os opinantes, algumas pessoas com uma capacidade acima da média para entender as nuances do problema, dada a sua formação profissional.

Outros, são gente a quem cabe uma responsabilidade muito especial - e pesada! - na defesa de direitos fundamentais. Ver juristas e jornalistas travestidos de participantes entusiastas de um linchamento público, à boa maneira da Revolução Cultural, cria-me alguma angústia. Sou amigo de muitos destes opinantes e é preciso que eles não esqueçam que todas as revoluções devoram os seus próprios filhos. E quando isso acontecer, vai estar gente a aplaudir, nas bermas da estrada e a dizer o mesmo que alguns deles agora dizem: "Tiveram o que mereciam..."

Sem comentários:

Enviar um comentário